Imprimir esta página
quinta, 08 agosto 2019 13:39

Direitos das grávidas não são respeitados na ilha das Flores, afirma PSD/A

O deputado do PSD/Açores Bruno Belo afirmou hoje que os direitos das grávidas da ilha das Flores não estão a ser respeitados, alegando que são impedidas de escolher livremente o hospital da Região em que pretendem ser acompanhadas.

 

Em requerimento enviado à Assembleia Legislativa dos Açores, o parlamentar social-democrata salientou que, nos últimos meses, “várias grávidas residentes na ilha das Flores foram informadas que não poderão ser observadas no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada”, apesar de terem solicitado a realização de consultas de acompanhamento da gravidez naquela unidade hospitalar.

 

Bruno Belo lembrou que, de acordo com a Portaria 95/2018, “as grávidas podem escolher livremente o hospital da Região onde pretendem efetuar o parto ou ser seguidas na consulta de alto risco obstétrico, sendo o transporte comparticipado na totalidade”.

 

Para o deputado do PSD/Açores, “há uma clara violação dos direitos das grávidas e um desconhecimento das ilhas mais pequenas, das suas gentes, e da sua realidade social”.

 

Nesse sentido, o parlamentar social-democrata eleito pela ilha das Flores exigiu explicações à Secretária Regional da Saúde sobre este desrespeito dos direitos das grávidas da ilha das Flores.

Informação Adicional

  • Fonte: PSD/A

Itens relacionados