Radio Atlântida

terça, 04 junho 2019 19:15

Recuperação do tempo de serviço dos professores é "epílogo" na utilização da Autonomia, afirma Avelino Meneses

Recuperação do tempo de serviço dos professores é "epílogo" na utilização da Autonomia, afirma Avelino Meneses Gacs

O Secretário Regional da Educação e Cultura defendeu hoje, na Assembleia Legislativa, na Horta, que a aprovação pelo Parlamento da proposta do Governo dos Açores de recuperação do tempo integral de serviço dos professores é “o epílogo da devida utilização da Autonomia”.

 

Avelino Meneses, que falava durante o debate da proposta governamental, sublinhou o “pioneirismo e a segurança” do diploma agora aprovado, que recupera o tempo de serviço prestado pelos docentes no sistema educativo regional entre os anos de 2011 e 2017.

 

Os requisitos para acesso à recuperação do tempo de serviço são “obrigatoriamente” dois, nomeadamente a pertença aos quadros do pessoal docente do sistema educativo regional e a avaliação do desempenho com a menção qualitativa mínima de 'bom', referiu o Secretário Regional.

 

  

O titular da pasta da Educação adiantou que, à data da vinculação, conta também o tempo congelado exercido na condição de docente contratado a termo resolutivo.

 

Igualmente, é considerado o tempo de serviço prestado em situação de mobilidade em escolas na Madeira e no continente, caso os docentes tenham “conservado” o vínculo aos quadros do serviço educativo dos Açores, acrescentou Avelino Meneses.

 

Do mesmo modo, salientou, é “considerado” o tempo de serviço prestado nos ensinos particular, cooperativo e solidário e no ensino profissional em caso de ingresso no ensino público.

 

Para o Secretário Regional da Educação e Cultura, a recuperação far-se-á de um modo faseado durante um período de seis anos, compreendido entre 2019 e 2024, e produzindo efeitos a 1 de setembro de cada um dos anos.

 

“À partida, os professores têm a garantia da recuperação anual de 426 dias, um ano e 61 dias, de 2019 a 2023, e de 427 dias, um ano e 62 dias, em 2024”, afirmou Avelino Meneses.

 

Por sua vez, os professores com menos de sete anos de serviço congelado fazem a sua recuperação de “forma proporcional” de 2019 a 2024, salientou, acrescentando que os docentes que só ingressem no quadro no decurso do tempo de recuperação, concretamente de 1 de setembro de 2020 a 1 de setembro de 2023, recuperam “a totalidade” do tempo de serviço a que tiverem direito até ao termo do processo em 2024.

 

“Os professores que, por outro lado, acedam à vinculação a 1 de setembro de 2024  ou, inclusivamente, depois disso contabilizam de uma só vez o tempo de serviço congelado a que tenham direito”, especificou Avelino Meneses.

 

O Secretário Regional relembrou que, com a solução encontrada para os docentes, perante a falta de uma solução nacional que “poderia trazer maior uniformidade entre profissionais com a mesma formação e responsabilidade”, o Governo dos Açores “optou pelos docentes da Região”, pelo que se antes “tínhamos a melhor carreira docente do país, agora essa carreira será ainda melhor”.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. MAROON 5
Girls Like You
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. IMAGINE DRAGONS
Natural
4. LADY GAGA feat. BRADLEY COOPER
Shallow
5. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
6. CHEAT CODES feat. LITTLE MIX
Only You
7. LAUV
I like me better
8. TOM WALKER
Leave a light on
9. FREYA RIDINGS
Lost Without You
10. VITOR KLEY
O Sol

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores