Imprimir esta página
quarta, 20 março 2019 11:29

Jovens não devem sentir que estão numa "sala de espera", afirma Lúcio Rodrigues

Jovens não devem sentir que estão numa "sala de espera", afirma Lúcio Rodrigues Gacs

O Diretor Regional da Juventude apelou, na sessão do Parlamento dos Jovens que decorreu na Assembleia Legislativa, na Horta, para que os jovens Açorianos “não sintam que estão numa sala de espera das suas vidas”.

 

Lúcio Rodrigues falava terça-feira na sessão do ensino secundário do Parlamento dos Jovens, sobre o tema 'As alterações climáticas: reverter o aquecimento global', que também esteve em destaque no dia anterior, na sessão dedicada aos alunos do ensino básico.

 

Na sua intervenção, defendeu que a Assembleia Legislativa “não é a casa dos adultos”, mas sim a “casa de todos os Açorianos, onde os jovens devem também ser ouvidos”.

 

  

O Diretor Regional da Juventude saudou os alunos e professores envolvidos no Parlamento dos Jovens, destacando “todo o trabalho desenvolvido ao longo do ano letivo e do Euroscola”.

 

Para Lúcio Rodrigues, o "empenho demonstrado" traduziu-se nas "boas apresentações" realizadas ao longo destes dois dias por alunos do ensino básico e secundário na Assembleia Legislativa.

 

Relativamente ao tema das alterações climáticas, Lúcio Rodrigues realçou que estes jovens, “acima de debateram o tema do futuro da Região, debateram o futuro do planeta”.

 

Lúcio Rodrigues sublinhou o facto de “existirem algumas caras conhecidas de edições anteriores”, considerando que “é bom sinal vê-las regressar, é sinal que ficou o gosto pela participação cívica e pela participação política”.

 

“Os jovens já são o presente e serão o futuro. Sejam vocês, em sintonia e em parceria com os adultos, professores e pais, os principais veículos de mensagem, sejam uma juventude que queremos ativa e inclusiva, sejam vocês próprios a sentir que não têm de estar numa sala de espera. Emancipem-se, façam os adultos perceberem que as vossas opiniões e ideias são importantes, não quando forem adultos, mas já”, afirmou o Diretor Regional.

 

A sessão do ensino básico contou com a participação de 50 alunos e 22 professores, provenientes de mais de uma dezena de escolas de várias ilhas, enquanto a sessão do ensino secundário registou a participação de 66 alunos e 29 professores.

 

O concurso Euroscola teve como vencedoras as alunas Maria Botelho e Margarida Silva, da Escola Secundária Antero de Quental, em Ponta Delgada.

 

No Parlamento dos Jovens, no ensino básico, triunfou a Escola Secundária Antero de Quental, seguida pela EB 2/3 de Vila Franca do Campo e pela EB 1,2,3/S Cardeal Costa Nunes, do Pico.

 

No ensino secundário classificou-se em primeiro lugar a EBS 2,3/S Bento Rodrigues, de Santa Maria, seguida da Escola Secundária Vitorino Nemésio, na Praia da Vitória, e da Escola Secundária da Ribeira Grande.

 

Os porta-vozes dos jovens Açorianos na sessão nacional do Parlamento dos Jovens, que decorre a 6 e 7 de maio, serão Frederica Pacheco, da Escola Secundária Antero de Quental, para o ensino básico, e Ana Fagundes, da Escola Secundária Vitorino Nemésio, para o ensino secundário.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs

Itens relacionados