Imprimir esta página
quinta, 17 janeiro 2019 16:21

Eficiência energética é a única solução para IPSS reduzirem custos com energia, afirma Diretora Regional

Eficiência energética é a única solução para IPSS reduzirem custos com energia, afirma Diretora Regional Gacs

A Diretora Regional da Energia defendeu hoje, em Ponta Delgada, que a eficiência energética, quer por via dos comportamentos, quer por via dos sistemas e equipamentos, constitui para as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) uma “solução estratégica de poupança de recursos”, que gera maior disponibilidade financeira para estas entidades.

 

“Utilizar a energia de forma racional é, efetivamente, a única forma de reduzir os custos associados a esta fatura”, frisou Andreia Carreiro, sublinhando que “é por esta via que o Governo dos Açores pretende auxiliar as IPSS, munindo-as dos conhecimentos necessários para que possam racionalizar e otimizar os seus consumos e aceder aos apoios financeiros disponíveis neste âmbito, ao invés de outras propostas que apontam apenas para a comparticipação de despesas”.

 

  

“Estamos a falar de ajustes estruturais que estas instituições podem efetivar nas suas valências, mas, essencialmente, referimo-nos a comportamentos, que vão desde desligar a luz ao sair de uma divisão, a ativar as definições de poupança de energia de um computador, passando pela escolha da tarifa adequada e a alocação dos consumos para períodos em que a tarifa é mais baixa, sempre que possível”, exemplificou Andreia Carreiro, ressalvando que estes gestos e atitudes são passíveis de fazer toda a diferença.

 

“É um processo de aprendizagem e de mudança de hábitos no que diz respeito à utilização de energia, que requer esforços e compromissos, que o Governo dos Açores está empenhado em concretizar, assistindo, também por esta via, estas entidades que tudo fazem pelos Açorianos”, salientou a Diretora Regional.

 

Andreia Carreiro falava no VII Encontro com a Eficiência Energética, dedicado às IPSS, que contou também com a participação do Diretor Regional da Solidariedade Social, e onde foi apresentado o Programa de Eficiência Energética nas IPSS dos Açores, bem como os sistemas de incentivos a que as IPSS podem recorrer, em concreto, o ProEnergia, o ProRural e o Programa Operacional dos Açores 2020.

 

O Programa de Eficiência Energética nas IPSS dos Açores, consiste, numa primeira fase, na realização de auditorias energéticas, comportando um “exame detalhado das condições em que a energia é utilizada, permitindo contabilizar os consumos e os desempenhos energéticos dos sistemas e dos equipamentos”, afirmou Andreia Carreiro, adiantando que já se procedeu à identificação de 14 edifícios de diferentes valências de IPSS para serem contemplados nesta intervenção”, em parceria com a Direção Regional da Solidariedade Social.

 

“Numa segunda fase serão efetuadas ações de sensibilização e de formação aos colaboradores destas instituições para a temática da eficiência energética”, acrescentou.

 

A Diretora Regional destacou também o Programa Integrado de Eficiência Energética para as IPSS (PIEE-IPSS), em parceria com a RNAE – Associação das Agências de Energia e Ambiente, cujo arranque acontecerá no primeiro semestre deste ano, com workshops, ações formativas, suportes e guias de boas práticas, abrangendo já 37 IPSS.

 

“Estas são iniciativas que evidenciam uma aliança de vontades e de recursos a favor destas instituições”, afirmou Andreia Carreiro.

 

O Diretor Regional da Solidariedade Social, Paulo Fontes, reforçou a importância desta parceria e a articulação intergovernamental no apoio às IPSS e Misericórdias na adoção de procedimentos e acesso a programas de financiamento para melhorar a eficiência energética destas organizações.

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs

Itens relacionados