Radio Atlântida

quarta, 10 janeiro 2018 17:50

Projeto europeu reforça posição das regiões da Macaronésia no ordenamento do espaço marítimo

Projeto europeu reforça posição das regiões da Macaronésia no ordenamento do espaço marítimo Gacs

O Diretor Regional dos Assuntos do Mar enalteceu hoje, na Horta, a "capacidade de cooperação" entre as entidades regionais das regiões ultraperiféricas da Macaronésia no que respeita à "coordenação e aplicação de projetos europeus”.

 

Filipe Porteiro falava, em representação do Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, na sessão de abertura da reunião inicial do projeto europeu 'Macaronesian Maritime Spatial Planning (MarSP)'.

 

“Acreditamos que este projeto de ordenamento do espaço marítimo para a Macaronésia dará coerência regional às políticas dirigidas para a promoção de usos sustentáveis dos nossos recursos marinhos”, disse, acrescentando que este é um "passo decisivo" para os arquipélagos da Macaronésia no que se refere às "políticas para o mar”.

 

  

O Diretor Regional afirmou, na sua intervenção, que o ordenamento do espaço marítimo é “um mecanismo fundamental para a promoção da economia do mar sustentável, num quadro de mitigação de potenciais conflitos entre setores e interesses”.

 

Para Filipe Porteiro, um “sistema robusto” de ordenamento do espaço marítimo “cria previsibilidade, que incentiva investimentos, reduz conflitos, protege o meio ambiente e fortalece a confiança, a coordenação e a cooperação entre as partes interessadas”.

 

O Diretor Regional salientou que as políticas do Governo dos Açores nesta matéria “têm como condição fundamental a articulação necessária entre a conservação dos ecossistemas marinhos com o desenvolvimento e valorização das atividades humanas no mar”.

 

Filipe Porteiro referiu que a Região tem um quadro jurídico ambiental marinho “muito relevante”, que promove a sustentabilidade das atividades económicas ligadas ao mar, sendo que “o ordenamento do espaço marítimo tem que considerar estas políticas ambientais”.

 

“Estamos a implementar um sistema formal e robusto de ordenamento do espaço marítimo, tendo em conta a diretiva europeia e a legislação nacional sobre esta matéria, não descurando competências autonómicas da Região relativamente à gestão do seu espaço marítimo”, salientou.

 

Filipe Porteiro considerou, nesse sentido, que o projeto MarSP é “um veículo fundamental para acelerar esse processo, de forma inclusiva, num quadro de participação pública ativa, envolvendo todos os interessados e utilizadores do mar”.

 

Nos Açores, este projeto, que decorrerá até ao final de 2019, tem ao seu dispor uma verba superior a 700 mil euros, que, segundo Filipe Porteiro, "permitirá reforçar a posição da Macaronésia a nível europeu no que ao ordenamento do território marítimo diz respeito, uma vez que representa uma parte significativa do mar europeu, com um potencial económico reconhecido e uma procura crescente de diversos agentes da 'economia azul'”.

 

Filipe Porteiro frisou que a cooperação entre os arquipélagos da Macaronésia será “crucial para valorizar os recursos marinhos", bem como para "o progresso e o bem-estar" das suas sociedades insulares.

 

Para além do MarSP, o Diretor Regional referiu outros projetos que envolvem as administrações e equipas científicas das três regiões da Macaronésia, e que são financiados pelo programa europeu Horizonte 2020, como o projeto ATLAS, ou por mecanismos Interreg (MAC e Atlantic Area), como o projeto MUSES e o PLASMAR, e ainda projetos, como o GPS ou MAPGES, financiados por fundos administrados pelo Fundo Regional da Ciência e Tecnologia (FRCT).

 

Coordenado pelo FRCT, este projeto, no valor de mais de dois milhões de euros, envolve, para além da Direção Regional dos Assuntos do Mar do Governo dos Açores, a Direção Regional de Ordenamento do Território do Governo da Madeira, a Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos e a Direção Geral do Política do Mar, o Instituto Espanhol de Oceanografia e as universidades de Sevilha, de Cádis e de Las Palmas de Gran Canaria.

 

A Universidade dos Açores integra o ‘Advisory Board’ deste projeto e assessorará a administração regional na implementação do sistema de ordenamento do espaço marítimo, dadas as competências técnico-científicas reconhecidas das equipas desta academia.

 

A reunião, que decorre até quinta-feira, conta com cerca de três dezenas de participantes, incluindo elementos da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO e investigadores da Universidade dos Açores e do MARE (Centro de Ciências do Mar e do Ambiente).

Informação Adicional

  • Fonte: Gacs
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. MAROON 5
Girls Like You
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. IMAGINE DRAGONS
Natural
4. LADY GAGA feat. BRADLEY COOPER
Shallow
5. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
6. CHEAT CODES feat. LITTLE MIX
Only You
7. LAUV
I like me better
8. TOM WALKER
Leave a light on
9. FREYA RIDINGS
Lost Without You
10. VITOR KLEY
O Sol

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores