Radio Atlântida

sexta, 15 setembro 2017 09:38

Aumentos salariais, descongelamento das carreias na administração pública e ADSE são as principais reivindicações para o ano 2017/ 2018 que SINTAP e FESAP apresentam

Aumentos salariais, descongelamento das carreias na administração pública e ADSE são as principais reivindicações para o ano 2017/ 2018 que SINTAP e FESAP apresentam Rádio Atlântida

A Federação de Sindicatos da Administração Pública e de Entidades com Fins Lucrativos (FESAP) e o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos (SINTAP) revelaram prioridades reivindicativas para o ano 2017/2018.

 

Aumentos salariais, descongelamento das carreias na administração pública e ADSE  foram as principais prioridades apontadas pelos dirigentes das ordens sindicais para alcançarem no ano 2017/2018 junto do Governo. 

 

O secretário-geral do SINTAP e da FESAP José Abraão, em conferência de imprensa ontem, em Ponta Delgada, refere que os descontos para a  ADSE não devem ficar na região.

 

“É o único espaço do território Nacional onde as contribuições dos trabalhadores para a ADSE ficam no governo regional, neste caso concreto e, portanto, o que seria normal era que o dinheiro que é dos trabalhadores, que é descontado todos os meses, como todos os outros incluindo o governo regional da Madeira fosse enviado para a ADSE e é isso que não esperamos”, acrescentando que “como disse o governo regional com a ADSE,  tão breve quanto possível cheguem a um entendimento para o acerto de contas e o dinheiro que é dos trabalhadores e da ADSE possa ser enviado para a ADSE que é o sitio onde devia estar”. 

 

Aumentos salariais na ordem dos 2,5% e subsídio de refeição atualizado para os 6 euros foram outras das reivindicações apontadas pelo sindicalista. 

 

No que diz respeito ao descongelamento e progressão de carreiras, José Abraão refere que se o governo estiver interessado em “virar a página” terá de valorizar o trabalho na administração pública. 

 

“Se o governo [nacional] está de facto interessado em virar a página temos de ter em consideração que há mais vida para além do défice e valorizar o trabalho na administração pública e os seus trabalhadores é hoje tudo aquilo que colocamos em cima da mesa”. O secretário-geral refere que “no que diz respeito ao descongelamento de carreiras, como sabem, da nossa parte sempre dissemos que não podemos aceitar faseadamente e muito menos fracionamentos. Não bastará o governo dizer que no dia 1 de janeiro vamos ganhar o direito pelos créditos obtidos na avaliação de desempenho que ganhamos apenas o direito à progressão na carreira. Queremos que seja isso concretizado pelo pagamento integral daquilo que é essa progressão na carreira se são 50 euros devemos receber 50 euros e não bastará dizer que o governo fez uma previsão e que definitivamente é preciso mais dinheiro, nós daqui dizemos é que se governar é optar e se quiser optar selos serviços públicos, pelos seus trabalhadores e pela avaliação do trabalhador terá, com certeza, espaço para que isso possa acontecer.”

 

Caso estas propostas não sejam atendidas ficou a promessa de avançarem com formas de luta. 

Informação Adicional

  • Fonte: Rádio Atlântida
 

 

Destaques

  • 1
  • 2
  • 3
 

Top Atlântida

1. MAROON 5
Girls Like You
2. DAVID GUETTA feat. SIA
Flames
3. IMAGINE DRAGONS
Natural
4. LADY GAGA feat. BRADLEY COOPER
Shallow
5. CALVIN HARRIS feat. SAM SMITH
Promises
6. CHEAT CODES feat. LITTLE MIX
Only You
7. LAUV
I like me better
8. TOM WALKER
Leave a light on
9. FREYA RIDINGS
Lost Without You
10. VITOR KLEY
O Sol

Últimas Notícias

 

Live Cam

Inquérito Atlântida

Já alguma vez doou sangue?

 

Pedido de Informações:

Contactos:

  (+351) 296201910
    (+351) 917209720
    (+351) 963232222
  geral@radioatlantida.net

Morada:

Rua Bento José Morais
nº23, Andar: 5º Sul
9500-772 Ponta Delgada
São Miguel – Açores